sexta-feira, abril 08, 2016

poético


As cadelas ladram, o rafeiro rosna e o Audi passa

Sou o que quiseres... Mas quando eu quiser.

2 comentários:

  1. Risos!!!!!!
    E principalmente se o Audi contiver uma bela motorista.....!!!!!

    ResponderEliminar
  2. A atropelar as merdas que falam mal de mim e dizem que me querem morta'

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.