segunda-feira, abril 18, 2016

Limites...



Sou o que quiseres... Mas quando eu quiser.

4 comentários:

  1. Curioso... Hoje falei precisamente sobre este assunto. Há que estabelecer limites e acima de tudo dá-los a conhecer, sob pena de deixarmos de ser nós próprios e acima de tudo de nos respeitarmos, enquanto ser individual. Infelizmente são poucos os que conseguem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E depois de nos massacrarem, admiram-se que os nossos próprios limites tenham sido ultrapassados.

      Eliminar
  2. Pink...É a incoerência daqueles que desconhecem seus próprios limites e querem impor limites a quem está fora dos próprios limites.
    Post criativo numa frase criativa!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os meus limites são estes: só sabem de mim, o que eu deixo saberem.

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.