Absorve-me mas em várias fracções

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Para todo o sempre

Partilha de segredos, daqueles que se contam com um olhar, um levantar repentino e um sorriso. Seria ele tão belo como é a partilha da intimidade? Era belo, era consciente e tinha coração. Grande demais, indeciso demais e carente demais.
Ela, segura de si e sabedoura do impacto que tinha nele, cometeu o erro de se desleixar a mostrar o quanto a cumplicidade era importante e parte da sua vida.
Ele, reclamava um tempo para ele,atenção, queria homenagear tudo o que havia sentido com ela: no sexo, no diálogo, nas escolhas e na aceitação.
Nunca mais se verão mas jamais um se esquecerá do outro.



Eu, sou do mundo. Mas do outro...

O teu jeito


Abre os braços com esse teu jeito que é tão natural em ti e afaga-me. Tira-me do fundo deste poço, este poço que funciona como refúgio, mas uma coisa fria, impessoal. Sentir-me perdida nos teus braços é que eu quero estar! Afirmo e grito se for preciso, devias não mais sair daqui e o tempo ter aqui o seu fim...
Arrepia-me.
Refugia-me.
Mima-me.
Dá-me.
Vou querer-te até um dia, até ao dia em que o refúgio deixe de ter conotação negativa, e ao ver abrir esses braços e deixares-me estar aí, quieta. Aqui eu sei, é uma ilusão, mas o mundo está debaixo da palma da minha mão, mais 5 minutos, fica, olha-me com o olhar malandreco, fugidio, mas aqui presente, tenho saudades, tenho saudades daquilo que já não me lembro do que é.





Eu, sou do mundo. Mas do outro...

Felizmente é só na sala

O aspirador faz parte da decoração...


Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

O melhor do ano

Como todos que aqui andam, sabem que eu sou fã, há vários anos de paul Kalbrenner e posto ISTO , O ACONTECIMENTO DO ANO foi mesmo tê-lo visto ao vivo.
Foi um mix de emoções, foi mesmo um marco, porque admiro o seu trabalho, não é à toa que, pelo mundo todo, é apelidado de"maestro", para mim, é um génio
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

Balanço do ano

2018 foi um ano em que , sem dar por isso, mudei a minha forma de pensar. Antes disso algumas pessoas começaram a perceber que, quando eu digo, eu faço, detesto ameaças ocas e tentativas falhadas de propósito. Não que tenha feito algo tão errado, apenas me fiz ouvir.
Continuo a acreditar que todos temos algo de bom, são as circunstâncias que escondem esse lado. Consegui objectivos pessoais, não só traçar os mesmos como concretizar.
Estou feliz, embora o mês de Janeiro vá ser decisivo e símbolo do fecho de um ciclo (espero eu) , este ano foi de aprendizagem.
Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

domingo, 23 de dezembro de 2018

Vamos parar Portugal? (ou brincar à grande e à francesa?)

Para quem conhece alguma história da França, até a própria revolução teve um período conhecido como o "terror"... Nada naquele país consegue ser conseguido sem violência...
Quem deveria saber da nossa história, conhece a palavra "ultimato", um feito por Bonaparte e outro ainda em consequência do célebre "mapa cor-de-rosa", feito por Inglaterra. Aos dois ultimatos Portugal foi fraco: a um sucumbiu e a outro disse não mas sempre com a palmadinha nas costas de uma Inglaterra "nossa aliada" .
Os coletes são verdes ou amarelos? Parar Portugal? Mas para quê? Para as 70 mil pessoas que diziam ir e , em algumas localidades, o número não ultrapassou as 100? O direito à greve é legal, constitucional, a manifestação é uma desordem social. Em especial se destroem propriedade alheia, roubam sem motivo aparente.
Querem os vossos direitos respeitados? Respeitem o vosso país e deem-se ao respeito.


Eu, sou do mundo. Mas do outro...

...



Eu, sou do mundo. Mas do outro...

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Dois pesos, duas medidas

Detesto massas, a carneirada.
Vejo pessoas que dizem ser o máximo, que julgam, que criticam e depois se comparam a fazerem o mesmo, a não gostar... de ovelhas. Sim, existe uma diferença: ovelhas e carneiros andam juntos, mas as diferenças só servem para as conveniências.
Posto isto: sejam felizes como quiserem, como se sentirem bem, é como eu acho que devem viver, denunciem, gritem, ignorem. Mas vivam e apanhem sol, a vitamina é muito importante.

Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Do Natal

Não sou muito fã de desejar bom Natal, acredito que devemos agradecer todos os dias os laços que temos e não apenas uma vez por ano. No entanto, dado que estou a ficar velha, a alegria e a súbita generosidade de todos ainda consegue ser vista sem hipocrisia quando as causas natalícias de solidariedade social, funcionam. A popota está cada vez mais fashion, a missão Continente vende caixas de doces e canecas com imagens que parecem saidinhas do Tumblr.
O que vos desejo? Que o vivam ao lado de quem  vos ama e vocês amam, e comam muito, este ano, ainda a recuperar da cirurgia vou passar o Natal, a papas...
Sejam felizes, todo o ano.



Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Há necessidade?

Madonna afirma que é criticada enquanto que Prince andava de salto alto, lábios pintados e de rabo à mostra. Madonna afirma ainda que o crime que comete é ainda andar neste mundo.
A senhora acha que não é excêntrica? Se pode? Claro que pode, são conceitos subjectivos, mas andar sempre com essa bandeira hasteada... Não gosto.

Eu, sou do mundo. Mas do outro...

poucos conhecem, eu adoro

Eu, sou do mundo. Mas do outro...

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

queixinhas

Que dias de provação que eu tenho passado. Líquidos, líquidos e mais líquidos... 
O que eunão dava por uma boa pizza...

Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

sábado, 15 de dezembro de 2018

Cirurgia

Cirurgia feita. E estava a ter um soninho tão bom, a sonhar e tudo, a anestesia foi brutal. Já estou em casa. ~Simples, cara e avistam-se vómitos.
Divirtam-se

Eu, sou do mundo. Mas do outro...

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

  Conduz a uma velocidade alucinante no meio de uma aldeia.
Tem sempre uma palavra de carinho na ponta da língua.
Ama. No sentido mais extenso da palavra, ama a tua cama que te dá descanso, as crianças que nos dão lições e nos sentem mesmo que calados, escreve, fotografa...
Ou faz simplesmente aquilo em que és bom: a existir.
A luz que emanas cega-me da verdade, a luz que vi, mexeu e como... A mancha ao fundo, o buraco fundo dentro de mim...
Rasgos de lembranças, rasgos de sorrisos, rasgas um sorriso na minha face, e rasgas-me?
Sim, é verdade. Um dia ensino-te como é que fazem para os pombos correio voltarem ao local de onde partirem... Depois de um amigo me ter ensinado.


Eu, sou do mundo. Mas do outro...

CONSEGUI

Diz-me quem és para saber o suficiente. De onte tiras conclusões e como as mostras. Diz-me, porque há quem se sinta humilhado do que nunca atingiu mesmo estando lá, ao  ouvido e depois sorri... daqueles sorrisos de orelha a orelha e faz como eu : adeus mentes fechadas. Que diga a São Rosas, mentes abertas é o que queremos, sermos agradecidos é o que queremos e , desculpem, fazer o que queremos também...
Beijo-vos, tenho novidades.

Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Óculos Progressivos

Antes de ter adoecido, o meu Pinko achou por bem eu deixar de usar a lupa para ver determinadas coisas... E então vá lentes progressivas com extras (a sério? escolher umas lentes é como artilhar um carro?) o progressivo poderia dar-me vómitos, não deu.
Hoje, ao entrar numa loja onde já entrei 97437467657 vezes, o progressivo apodera-se do meu corpo. Estava a cair na quinta dimensão... Foi um "quase" muito lento que me disparou o coração. XIÇA

                                                     quase...




Eu, sou do mundo. Mas do outro...

Peço desculpa

(querias não querias?)

A quem me comenta, são poucos mas bons, pelo meu silêncio... Ainda estou a recuperar- PAULA és incansável-. jorge, és o maior

Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

not anymore

 És grande mas és só um, um livro enorme numa prateleira de um sítio que não te pertence. Perdes as melhores partes. Eu fiz a mim própria o favor de não perder o doce. Como um corpo sem alma, andaste uma semana e eu na mesma, nunca caindo(eu) na real de que efectivamente ali estava comprovado que sim, poderia funcionar. Queria mimar, só, dizer que tudo vai ficar bem e passar a mão na cara com a expressão... diria... doce, suave, cansada, cheia de amor para dar aos felizes contemplados. Que nunca te falte a força para enfrentares as dificuldades da vida.




Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Voltei dos mortos

Ora bom dia a todos.
Uma semana sem teclar. Músicas programadas, uma semana de febre, descompensação de tempo, de sono e muita febre. Numa semana tive tudo: um abcesso, gripe, outite... Estou purgada, nem o telefone tocou, porque tirei o som,  nem imaginam o que uma semana faz a umas mãos, parece que estou a teclar pela primeira vez
Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Estar carente e ir à feira

Vivo à porta de uma feira muito conhecida a nível nacional. nem sempre lá vou mas quando vou , e quinta vou, sinto-me amada.
"ó amor pode escolher são só 10 € de marca", a sério 10€ por uma mala que deve custar 5000€? Se isto não é amor, nem sei .
"Amori, 5 pares, €3!, além da abordagem fofinha, estas meias de homem , segundo o meu pai "tenho que calçar duas meias em cada pé para tapar buracos", a isto eu já chamo uma facada na relação amorosa entre vendedor e comprador.
"Vá querida,pode escolher, as sapatilhas da moda" - a intenção é que conta mas para mim, as sapatilhas devem estar adequadas ao que queremos fazer com elas, solas duras para treinos, aprendi da pior maneira, nem pensar... Mas pronto a abordagem, é fofinha...
Depois há uma tenda que só vende cenas do Benfica e tresanda a incenso para espantar as portistas como eu .
E é quando venho para casa.

Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Os melhores excertos de Autos elaborados pela GNR e PSP


1. Um agente da PSP desloca-se à residência de um casal que anda desavindo e escreve no auto de notícia que: “o sr. x anda muito
frustrado porque pagou cerca de 5 mil euros pelos implantes mamários da sua mulher e suspeita que outro cidadão está a usufruir desses dividendos”.

2.  Escrevia um PSP num auto de notícia: “Numa acção de fiscalização, estando eu de arvorado ao carro patrulha, mandei parar o veículo supra identificado e pedi ao condutor os documentos pessoais e da viatura. Em resposta, disse-me aquele que se o autuasse me iria ao cú, o que fez três vezes.”
3. A GNR participa acidente e explica que “naquele local o asfalto da estrada era de terra batida”.

5. Auto de notícia em que se diz que a ofendida foi encontrada em “lã-jeri”.

6. O arguido era “de raça nómada”.

7. Auto de notícia em que a GNR denuncia o furto de 24 galinhas das quais uma era galo.

8. O arguido resolve acabar o seu requerimento de uma forma cordial: ” Pede deferimento” e logo a seguir … “As minhas sinceras condolências”.

9. “O denunciado proferiu vários impropérios na Língua de Camões e também em língua francesa”
14. Um arguido antes de bater no ofendido atirou-lhe com uma caixa em plástico, “nomeadamente um tampa-ruer”.

15. “O arguido atirou um paralelo-ipípado”.

16. “O arguido trazia uma techerte azul às riscas”.

17. “Os meliantes colocaram-se em fuga, ao volante de uma Picap”

18. Na sequência de uma queixa por crime de furto de um veículo, a GNR informa que recuperou a dita viatura, no entanto a mesma vinha cheia de moças.


AQUIEu, sou do mundo. Mas do outro...

Atigo 13 e a estupidez do youtube

 Quando começámos a receber os 300 mails diários sobre protecção de dados , a malta não gostou. O artigo 13 , esse monstro que ameaça matar criancinhas, tira-lhes a vida "social" desde que vão para a cama até desligarem o tablet, o telemóvel, para falarem com pessoas com quem estão todo o dia, existem pais por toda a Europa a acalmarem filhos, por a internet "vai desaparecer" (eh pá, calma lá então e depois como é que falavam mal de mim ? Vá a ver que existem 'sooas (odeio esta expressão) que só mesmo atrás do monitor). Depois teriam que vir cumprir as ameaças que me partiam dentes e afins...
Adiante que se faz tarde, então meus amigos, a vossa Pink viu um descabelado a chorar porque a Internet ia desaparecer. Se as regras irão mudar um pouco? Com certeza, pode ser que deixe de ser um montra de crianças para regalo dos olhos dos pedófilos.
Esclareçam-se aqui (ou mantenham-se estúpidos, conforme o leitor, coisa que este blog tem em muita diversidade)
LEIAM ISTO 

 Resultado de imagem para BIcho papão

Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

terça-feira, 27 de novembro de 2018

És a folha

És a folha em branco numa antiga máquina de escrever. As minhas palavras ficam bem presas a ti, formando relevos, fazendo gemidos que antes não ouviras e tocando na alma.
Não nasci para ti  mas nasci para que nos cruzássemos, a minha pele pedia a tua, a tua vida estava sem mim e eu sem o teu olhar , cega era. Dois mundos. Dois corpos. Dois sentimentos. Um alma que há 10 se uniu por vezes sem ter conta do quão é bom tu seres quem e como és.

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Presentes de natal? Aqui nestes mimos tão mimos

Este é um projeto de cuidadores.
Cuidadores que criam mimos. Ideias baratas, giras para expressarmos amor, gratidão e recebermso inspiração quando estamos mais em baixo. 


Com a sua loja on line cheia de coisas lindas 

Eu hoje adquiri estes: 




Eu, sou do mundo. Mas do outro...

Bom dia

 Soneto de Separação - Vinicius de Moraes

Eu, sou do mundo. Mas do outro...

sábado, 24 de novembro de 2018

Eu, sou do mundo. Mas do outro...

Parabéns menino maroto

Algarvio, lindo e amigo. 3 das milhentas qualidades que tens.
parabéns menino maroto te gosto, muitoooooooooooo




Eu, sou do mundo. Mas do outro...

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Itália e IRA

Na passagem do ano, uma cidade italiana aboliu os foguetes e fogos de artifício por causa dos animais e no IKEA italiano, são recebidos animais abandonados.
Nenhum membro do IRA deve ser italiano mas , quanto a mim, estes homens são o que de melhor os animais podem encontrar numa situação de maus tratos.. "Ah e tal andam de cara tapada ..."Claro, temem retaliações às suas famílias, mas aquando de resgates, vão de cara descoberta, chamam autoridades. ..
Adoro este redeldes anjos

Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Meu menino

O dia em que nos conhecemos. Em que olhares se cruzaram para, duas décadas depois, a química ser a mesma, a vontade de saber, de ter, de falar ser a mesma. Nunca me esqueço das expressões que fazes: "stress" dizes tu , espanto diria eu mas não disse. Limitei-me a assumir a minha culpa em silêncio e encostar a minha cabeça ao teu peito, a aproveitar cada segundo desta novidade antecipada e esperada no futuro. Poucas pessoas nos marcam com tamanha amizade tão afastada de sexo, és sem dúvida a pessoa com mais inteligência emcocional que conheço e ainda bem que faço parte das pessoas que te conhecem, a nú: sem roupa e a falar abertamente, descontraído e a sorrir... Menino maroto que enganas tão bem e passas por antipático... És tão meu, como a água que sinto na cara quando chove em dias como este, és muito meu, tanto como eu sou tua. 

Eu, sou do mundo. Mas do outro...
Eu, sou do mundo. Mas do outro...

sábado, 17 de novembro de 2018

Relax

Eu, sou do mundo. Mas do outro...

do que sei


Não sei uma série de coisas que gostaria de saber. Mas penso que não preciso delas para viver, ou será que preciso de saber, onde, efetivamente começa e acaba a veracidade do termo “Infinito”? Ou de saber porque motivo a nossa melhor amiga olha imediatamente a seguir de lhe dizermos: “Ouve e por favor não olhes!” Não sei porque dou por mim a pensar para, depois adormecer, na maldade, na minha maldade sobre os outros e na maldade dos outros sobre mim. Se Kant fosse meu amigo, dava-me uma lição de moral mas a vida e muito menos a minha, não é perfeita. Uns tentam mais, uns tentam e outros apenas se deparam com a situação. Conheço ainda o “efeito-avestruz”, quem faz como Pessoa, não quer ver o mundo e enterra a cabeça no trabalho, num hobbie violento, na televisão e não a apanhar Sol, não resolver questões pendentes que crescem à sua volta. Quanto a mim, o mundo, as pessoas estão perdidas: o “Tudo bem?” do costume e o passeio ao Domingo à tarde. É típico, mas não devia, na minha opinião, opiniões, saber se o Ministro foi corrupto...
Meus amigos, se foi, está feito. Limitem-se a coisas à vossa volta, não voltem os olhos a um animal na estrada, não pensem que com saúde, trabalho e família, está tudo bem. Em determinada altura, trabalhava em 3 sítios e não tinha um dia de folga mas o Domingo, era uma folga: ia a pé, conhecia muitas pessoas de outras culturas e aprendi a tirar uma imperial quase perfeita.
O sabor da altura: fanta limão, o homem da altura: um M, o carro da altura: o meu Vectra... A patroa, a ouvinte, a que falava comigo a que resmungava, mas éramos amigas, e somos, apenas não nos temos visto. Era bom, e não quero folgas, basta-me umas horas de furo no dia, para as minhas coisas... Não sei bem, tomar decisões, escrever, ler, tratar da pele, caminhar na passadeira, ouvir os outros e resolver a vida deles... Esta sou eu agora, continuo a sair da minha alma e ouvir friamente os outros, tomar iniciativas, e eu vou fazer isso sempre...
Os anos loucos e felizes onde aprebdi também a gerir tempo,dinheiro e a lidar com a morte dos que mais amava.



Eu, sou do mundo. Mas do outro...

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Have fun



Estás na plateia. Alguém não quis ir. Que se lixe. A música é a tua companheira. Tu saltas, tu gritas, na tua cara riscos de batons néon,. Salta do sofá.
Stress, dá uns saltos, antes atesta o depósito e faz uns km’s à procura da música que gostas, pelo meio faz uns peões e volta à estrada… sorri, aproveita a tua companhia, adora-te e salta!
O teu cartão de visita? O teu sorriso, a tua vontade de te divertires sem bebidas ou drogas, sem tabaco, pura adrenalina (se tiveres hipótese, nitro, no carro)…
Bebe red bull , retoca os lábios com um bom hidratante e sigaaaaaaaaa





Eu, sou do mundo. Mas do outro...