domingo, abril 17, 2016

Em qualquer rua

É a tua cara que procura em qualquer rua no meio de uma melodia que nos invade o coração tão cheio de amor como de paciência e desprezo pelo que não importa.
Em cada rua estão seres, importa catalogar?
Só tu e tu e ainda tu que me enchem a alma.... talvez...



Sou o que quiseres... Mas quando eu quiser.

2 comentários:

  1. Lindo! E boa escolha musical :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Com este grupo haviam tantas escolhas...
    Beijoca boa

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.