sexta-feira, julho 08, 2011

Um dia o mundo acaba

Um dia, que o mundo acabe, eu durmo contigo debaixo de um escombro.
Morro a mirar-te.

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

3 comentários:

  1. acaba nada...ainda há muita merda e não só, para fazer por aqui nele!!!Digo eu!


    beijo

    ResponderEliminar
  2. Eu sentir-me-ia realizada :)

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.