domingo, julho 24, 2011

Porque sim

Parece que o que está na moda é não darmos atenção ás pessoas. Que pena, pos eu gosto de atenção, gosto de ser mimada. dançar com alguém apenas com os olhos, gostar sem ser correspondido porque nada de mais genuíno há senão o que sentimos.
Penso eu. Por isso se me odeias, morre ou afasta-te do meu raio de visão, finge-te de morto ou transforma-te numa chuva forte que apenas molha o chão e não me incomoda.
Espera, a chuva são lágrimas que, agora deito, por ver que o mais genuíno qu etenho foi deitado no lixo, desde o momento que percebi que pensei que nem a força do mar, nem a sabedoria grega, nem os sábios do Renascimento podem anular tal verdade.
A verdade magoa, todos sabemos, essas verdades ficam mal em determinadas pessoas, que não dançam ao som de nada, que fecham os olhos apenas para dormir, que não fluem na corrente e que vivem uma felicidade falsa. Que seja feita a justica a quem não dá importância a quem deve ser importante, que sinta na sua pele que o desperezo, a desordem, a cair de uma chuva ácida em vez de doce. Os castigos não são apropriados para os crimes. Como será a próxima vez? Haverá incenso? Haverá sorrisos? Não haverá nada.
Escrever com pontos finais está na moda, é mais assertivo. O silêncio e um buraco na alma tem mais assertividade. Um ponto final não tem emoção, é uma chuva pequena, que não molha, é foder de meias calçadas... Louca, estou eu, por ser eu, por quem sou, quem sou, quem gosta, degusta. Degustem, pois se não o fizerem, vão querer e aí eu estarei sóbria, calma e direi o não que precisam... Vivo nas ruas, passo fome, durmo ao relento, durmo com a chuva, com o vento e todos so agente erosão, que são únicos, genuínos, sempre... Quero falsidades longe de mim, muito longe. Quero ser feliz, pode ser? Não pode? Quero na mesma, quando a Pink Poison transforma alguém num felizardo, foium dia bom para ele, pois para ela é simples ser original. Basta ser, ter sangue real nas veias e cortar as mesmas de vez em quando para ver se estou viva.Eu estou viva mas não tenho o direito de brincar com o modo de pensar dos outros, não sou uma espectadora, não soupassiva, sou activa, sou parte do elenco mas não vivo sempre, não me desperdiçem...


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

7 comentários:

  1. Fez-me lembrar de MIM...

    Eu sou daqueles que age ao contrário daqueles que falam.

    Discordo quanto à pontuação, o ponto final pode ser muito útil e por vezes a única solução.

    Acho que as pessoas devem pensar mais no que realmente importa em vez de pensarem demais no que não importa assim tanto.


    Digo eu.

    ResponderEliminar
  2. isso mesmo...vive-te muito!!!A vida passa tão rápido!


    beijo

    ResponderEliminar
  3. Louca, muito louca! És grande! ;D

    ResponderEliminar
  4. Talismã: giro, tal e qual a pessoa que inspirou o texto...

    ResponderEliminar
  5. Talismã: e que vai inspirar uma vingança... menina feia eu, ser vingativa.

    ResponderEliminar
  6. és tu e assim quero que continues...
    comigo aqui, contigo ali :)
    beijinho fofo**

    p.s. a vingança não traz felicidade...

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.