domingo, julho 10, 2011

Toda aberta

Os meus abraços, a minha fechadura nova, o meu lar, estão sempre abertos para ti!


EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

9 comentários:

  1. Esse título assustou-me... ;)

    ResponderEliminar
  2. e quem lá entrar que o mereça!


    beijo

    ResponderEliminar
  3. Obrigado minha querida, um dia destes vou aí...
    :)))

    ResponderEliminar
  4. Sim, lost, quem aqui entrar tem mesmo que merecer...

    ResponderEliminar
  5. Von... seu
    seu
    seu convencido!

    ResponderEliminar
  6. posso entrar?
    bato a porta...
    mas entro, pergunto?
    os sapatos estão limpos...
    posso entrar?

    ResponderEliminar
  7. isso titulo assim...

    já vinha eu aqui todo guloso, e fiquei a chuxar no dedo


    :P

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.