quarta-feira, maio 25, 2016

Virada para o futuro, diziam eles

Talvez haja uma fricção entre nós mas não sei como foi acontecer só agora. Dizem que um homem nos marca pelo amor mas tu... Marcaste-me pelo corpo, pelo suor, pelo odor, pelo toque, por todos os meus cinco sentidos. Ponho muitas vezes em dúvida o facto de teres, ou não, entrado no meu coração. Foste-te embora e deixaste-me cá sem força para sequer continuar a respirar. Não que tu fosses o ar que eu respirava mas eras o meu alento, a minha fuga, o meu esquecimento dos dias stressantes de trabalho e as tuas atitudes... Mensagens obscuras, mensagens escondidas e eu corria. Corria para me enfiar nos teus braços ou para tu entrares em mim e eu sentir-me satisfeita, leve, uma felizarda. Corpos presentes, mentes ausentes só o sentido impera, só o toque do teu corpo vale naquela altura. E agora? Bonito? Nem por isso. Mas com um corpo que eu adoro como adoro o toque, o cheiro e a sensação de te ter. Embora nunca te tenha tido. Desilusão, tristeza até pânico mas nunca o esquecimento não desisto, haja o que houver. Atravesso o país, movo a montanha, encho o fosso que nos separa, choro até não poder mais e rebento.
Saudades.
Ansiedade.
Choro mas não desespero.Não sem te ver, sem te tocar, sem te beijar. Como se fosse um objetivo de vida. Sim, posso morrer a seguir, quero lá saber. De que me serve a vida, a inteligência, os sentimentos se tudo mas tudo é constantemente massacrado? Vontade de ter aqui perto de mim, “à minha beira” como tu dizes. Toda a gente chora, toda a gente sofre mas eu não quero saber do sofrimento dos outros, sou egoísta, sim. Alguém se preocupa com os meus? Nem tu, nem ninguém, por isso me apetece ser louca, irritante, arrogante mas nunca perder a frontalidade! É mesmo assim, metam-se à minha frente e serão atropelados

11 comentários:

  1. Ai, essas palavras podiam ser minhas... Como te compreendo tão bem... Força minha querida, Pink e nunca deixes de seres quem és, mesmo que seja necessário dar um passo atrás. Eu já dei o meu e não sei o que fazer. Se calhar vou ter de dar um salto para frente, mas desistir jamais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns textos são reposts. Mas eu, deixar de ser eu? Só seu me matasse!

      Eliminar
  2. Isso está mesmo a bater forte...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aonde se meteu? Agora, só vejo um coração em cuequinha ;O)

      Eliminar
    2. Está no teu mail e de lá não sai, ok?

      Eliminar
    3. Como diziam os Gauleses quando lhes perguntavam aonde era Alésia, local em que tinham perdido uma batalha:
      - Alésia?! Não sei aonde é isso.
      No caso, é:
      - No meu e-mail?! Eu não recebi nada...
      ;O)

      Eliminar
  3. Isso é um repost, com certeza...
    A PINKITA DOCITA jamais iria perder o rumo por alguém...
    Alguém sim, tem que perder o rumo por ela...!!!
    Alésia...kkkkkkkkkkkk!!!

    ResponderEliminar
  4. Só perdi o rumo quando há uns posts atrás, saí de Vilamoura em direção a Marrocos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já fui do Norte para o Algarve e dei por mim no cimo de um monte, com um moinho de vento, sobranceiro ao mar, perto de Odivelas...

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.