domingo, maio 22, 2016

Maior que o mar

Tiveste - me. Todos os dias olhavas uns minutos para o mar a fumar um cigarro.

Chegaste à conclusão que o amor que eu te dei naquele verão, foi maior que qualquer oceano.
Não fomos à Tailândia, não queria ver o combate. Só agora o admito.


Sou o que quiseres... quando eu quiser.

2 comentários:

  1. Pink Poison...
    Eu te leio, releio... tento entender as mensagens sub-reptícias que deixas nos teus posts. Mas não consigo. Tuas histórias são tuas. Tuas memórias, mais que tuas, são um mistério até mesmo para ti...
    Nem ouso perguntar.... mas os seios dessa moça são promessas indescritíveis.

    ResponderEliminar
  2. Mas assim fica mais bonito, mais cativante e esperas sempre pelas próximas "promessas"... Beijos

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.