terça-feira, maio 10, 2016

Gente com o coração na boca

Culpada.

15 comentários:

  1. Respostas
    1. Não sei se é bom ou mau mas pelo menos dizemos o que pensamos...

      Eliminar
  2. Nem mais, mais vale sermos diretos e frontais do que andarmos com rodeios.. Mas uma coisa é ser direto, outra coisa é insultar e muitas das vezes as pessoas não percebem esta ligeira diferença..
    Beijinhos
    (Chic' Ana)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que às vezes insulto quando a coisa se podia ter dito de outra forma... Lá está, dizer as coisas sem elas irem ao cérebro dá nisso.

      Eliminar
  3. Bom, há situações em que o insulto é mais rápido que o raciocínio, mas depois tens as consequências e por vezes perde-se a razão por se agir assim..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade: Quem diz o quer ouve o que não gosta mas sei pedir desculpa e sei aceitar (raramente aceito mas ainda vou aceitando)

      Eliminar
    2. Confesso que pedir desculpa não é o meu forte, daí evitar a todo o custo ter de o fazer!

      Eliminar
  4. Eu tenho alturas que mastigo as palavras, mas tenho outras que me dá a febre da sinceridade, daquela que é cruel e fere, mas se ajudar a mudar as coisas, eu uso e abuso dela.
    já agora, a carteira do Pinko? :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois tu ainda as mastigas amiga, eu vomito-as inteira. O pink0 vai gostando da carteira :)

      Eliminar
  5. Pink... as pessoas autênticas (como você!!!) sofrem pela impetuosidade!

    ResponderEliminar
  6. Já houve quem me dissesse isso e que nunca conhecera alguém como eu! Não insulto, mas engasgada é que não fico 😊

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois também não gosto de gargantas inflamadas

      Eliminar
  7. Epa, por vezes também sou "culpada"...

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.