domingo, maio 15, 2016

Eu, o sol e um estore no meio

Imagem minha protegida com Copyright não pode reproduzida /copiada, etc



Sou o que quiseres... quando eu quiser.

21 comentários:

  1. Parafraseando alguém, direi:

    " MAS QUE CORPO MAIS LINDO E APETITOSO "

    Fica feliz.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Nuno, meu querido amigo. Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Aiiiiiii Meu Deus... o que fiz eu para merecer essa tortura de visão!!!!!
    Delícia de mulher....delícia de imagem....!!!!!!
    Maravilha em carne e carne!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Copio a afunda São.... inveja desse sol que pode acariciar esse corpo!!!

      Eliminar
    2. Mas excelente amigo e poeta!

      Eliminar
    3. E, se copiou, é um elogio para mim ;O)

      Eliminar
  4. Não fizeste nada, está pink existe também...

    ResponderEliminar
  5. O sol deve estar todo contente, de te ter tocado com os seus raios... mesmo entre os estores...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho outra com o mesmo efeito, quem sabe no teu /nosso canto , beijos amiga!

      Eliminar
    2. Olha que bem pensado...

      Eliminar
  6. Gosto muito! Espectáculo! Espero por mais...

    ResponderEliminar
  7. Esta faz-me lembrar uns "presentes" que tenho guardados "religiosamente" :P
    Linda e sensual como sempre a minha amiga :)

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Guarda com carinho, foi uma época agitada mas "vitoriosa"

      Eliminar
  8. Ainda que esbatida, afoto dessas tuas mamas deliciosas, enchem-me de tesão, boazona

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.