segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

A violência dos outros

Porém, há um outro tipo de abuso acerca do qual ninguém fala, por não haver maneira de o provar em tribunal, nem em lado nenhum! É a chamada: “Agressão psicológica”, que é tão ou mais destrutiva que a outra, na medida em que quebra totalmente a pessoa por dentro, paralisando-a, tornando-a paranóica, como se vivesse com a mania da perseguição…

Existe um perfil para este tipo de agressor:
Estes indivíduos são quase sempre simpáticos, extrovertidos, educados, mas com grandes complexos de inferioridade!
Começam com pequenos “conselhos”, do género: “Estás mais gordinha! Tens de prestar atenção à tua alimentação!”. Depois vão avançando para discretos comentários em público, que a paralisem e a façam sentir insegura, sem que os outros percebam: ” Tens mau hálito”, “Estão todos a gozar contigo”, ” Ouvi alguém comentar que estás mal vestida!”…
Perante isto, e com o passar do tempo a pessoa vai perdendo a auto-estima, enquanto que ele brilha cada vez mais.
Aos poucos vai ganhando fama de tímida e lá se vai desculpando com o trabalho e o cansaço, recusando educadamente os convites dos seus amigos… Curioso é que a vítima acredita o outro é o seu único amigo e mesmo quando o abuso é insuportável, há uma tendência enorme para acreditar nas críticas e nos insultos que lhe são dirigidos.http://www.g-sat.net/nos-e-eles-1386/violencia-psicologica-304332.html

Pois afinal, eu não sou única vítima, conheço um caso de uma senhora que devido a ser monitorizada cada vez que punha algo na boca, era corrigida. Fez uma anorexia, depressão e nunca mais se achou de peso ideal...

Eu gosto do meu peso, acima ou não, gosto de mim, espancada ou não, gosto de mim, uma nódoa negra desaparece e a auto estima volta com a ajuda certa na hora certa mas uma anoréctica pode morrer como temos visto em imensos blocos de notícias...

DE NOTAR que a vítima não é só a mulher e não apenas em casais heterossexuais como podem ver no site da APAV ...








NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

5 comentários:

  1. Anónimo2/21/2011

    Fazes muito bem em falar destes temas que outros preferem esconder ou até fugir deles.
    Um dia, assino

    ResponderEliminar
  2. As nódoa negras desaparecem, mas o abuso psicológico que está ou não ligado ao aparecimento das nódoas negras é uma coisa de que acho ser difícil para muitas pessoas recuperar.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo2/21/2011

    completamente! embora a agressão física doa, a psicológica doí muito mais, e é essa que prevalece com o passar do tempo!

    ResponderEliminar
  4. Assino... Em tudo. Este assunto toca-me. Pior que a agressão fisica esta deixa marcas que demoram imenso a desaparecer.

    ResponderEliminar
  5. A violência psicológica pode transformar a vida de quem a sofre num inferno...
    A menos que a pessoa seja capaz de a identificar, e então ter forças para se livrar dela.

    ResponderEliminar

Enriquece a minha pessoa com o teu comentário. Se vens criticar: não mudas em nada a minha postura... bem talvez me ria um pouco. Quem vem por bem, que escreva e se sinta em casa... Pink