quinta-feira, janeiro 13, 2011

O Grande

FERNANDO PESSOA
O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o príncipio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

3 comentários:

  1. Fernando Pessoa o Homem que sempre andou mais além de todos....e sempre cheio de razão... à que aproveitar ao máximo a Vida, o Amor enquanto dura... antes do desencanto...
    ;)
    Gostei de passar por cá

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Amo! Desde pequenina! (eu sei, sou uma pessoa anormal mas aos 12 anos já lia Fernando Pessoa!)
    :D

    ResponderEliminar
  3. Coisas da gaja: tu és uma "IMITADONA", temos mesmo um dia que nos conhecer e falar, enquanto sóbrias!

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.