quinta-feira, janeiro 27, 2011

Anjo bom e mau

Sim, sou eu. Eu vou mas volto, estou mas solto-te.
faço tudo acontecer em segundos, transformo emoções em actos e do acto passo para o descanso. Sim, decidi, decidi não ser gente neste mundo, decidi gostar-te, sim "gostar-te" muito, muito mesmo e depois? Pego nas minhas emoções e mostro-as ao mundo e aqui estou, aqui me têm...
Pega nelas e amarrota-as, esmiuça-as e verás coisas boas, enquanto eu... Eu? estarei por aqui, de peito aberto e descoberto, porque te quero, porque te desejo, porque te quero bem...
Será que um afago na cara chega?
Então, chega-te a mim...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

1 comentário:

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.