quinta-feira, março 31, 2011

FICA!



Fica aqui e inspira e expira como os bébes... Abre as minhas portas e ama-me... Com os meus defeitos e virtudes, com a caneta no bloco e com a transparência de ALMA que gostas em mim. Outras transparências vês e gostas e tornas-me a tua puta. Num chuveiro qualquer, com um aroma qualquer, podemos dar a volta ao mundo sem que a torneira se vá.
Um duche reconfortante, uma paz e calma que mais tarde se desenrolam numa escrita de suores e excitação, porque quem falar de amor, fala de tesão, aqui estamos nós, de malas feitas para o nosso mundo. Longe de prazeres queo dinheiro compra e rendidos ao prazer que não se compra.
Mas vende-se.
Sou a tua puta.
Desejas-me.
Queres-me.
Tenho o bloco de notas e não ponho um ponto final na frase.
Fumas o teu cigarro, eu abstenho-me... Dá-me um copo de vinho tinto.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!(e não comprem guerras comigo)

8 comentários:

  1. Somos todos putas de alguém.

    Se tivermos sorte:)

    ResponderEliminar
  2. E o desperdício da água? Chuveiro é para um duche no máximo de três minutos, ou o ambiente irá sopfrer as consequências!

    ResponderEliminar
  3. M. pois umas nem para putas servemmm

    ResponderEliminar
  4. Rafeiro: deixa de ser empata f*****

    ResponderEliminar
  5. alguem tem um pu...a para mim...

    ResponderEliminar
  6. Também troco o cigarro por um copo de tinto ,-)

    ResponderEliminar
  7. inspira-se sensualidade nos teus textos de onde se cria uma ilusão agradável culminando num expiro profundo...

    boa sorte para um fds que te promete nem que não seja pelo cinema **

    ResponderEliminar
  8. hug, o fim de semana vai terminar com um bom treino de Krav Magá... Beijoca

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.