sexta-feira, março 18, 2011

Paizinho#9834694856481376

PINK: olá
PAI: Xiça, fazes tanto barulho! (ele estava num restaurante, o som do seu telemóvel é daqueles de que mais parvo não há e está no máximo)
PINK: blá, blá, Olha , amanhãe é o dia do Pai
PAI: ahnnn, mas o meu já morreu!
PINK: Mas o meu não, és tu, sabias?
PAI: Isso é lá contigo!
PINK: Quando vens cá?
PAI: olha, só sei quando estiver a caminho...

Ninguém merece...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!(e não comprem guerras comigo)

9 comentários:

  1. O meu diz: quando for aviso.

    ResponderEliminar
  2. Tem pai, que mesmo quando avisa que vai chegar, pode distraído enveredar por um caminho que não leva a lado algum.
    Eu, por via das dúvidas e porque filha minha, será sempre a melhor parte de mim, não aviso que vou, estou lá sempre, cuidando.

    Inté, kandandos

    ResponderEliminar
  3. Inês: estamos no mesmo barco!

    ResponderEliminar
  4. Kimabanda, que lindo pai e que lindo comentário... Um beijo

    ResponderEliminar
  5. Muito bom!!... Algo me diz que quando for grande, também vou ser assim! :p

    ResponderEliminar
  6. Algo que me diz que vais ser pior... :P

    ResponderEliminar
  7. Eu tenho saudades dessas conversas parvas com a minha mãe!ahahahaha

    ResponderEliminar
  8. Di e Paula, são deliciosas mas uma pessoa, que já nao +e boa da cabeça, fica ainda pior...

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.