sexta-feira, março 25, 2011

Super Mãe e pai a chorar

Eu sou uma dessas crianças.
Filha de alguém que me usou como joguete: "Não pagas, não a vês". Lembro-me de ver o meu pai a chorar por não poder estar comigo uma tarde. De ela inventar actividades extra curriculares para foder os fins de semana... No Natal, parecia que era puxada por um de um lado e por outro, no outro braço... A minha mãe sempre quis vingança daquele divórcio e usou-me, dava-me as melhores roupas, tudo... Esqueceu-se que eu queria o amor do meu pai, receber amor da minha madrasta e deitava no lixo tudo que ela me oferecia...
Uma querida não?
As mães assim, ganham, sabem o quê? Raiva, chapadas de luva branca e um desprezo que corta e queima...
Pois aos 18 pus tudo o qu etinha no carro e fui para terreno neutro: avós. Amor de avós, amor de api e madrasta e merda, deixei lá as Levi's brancas! "Podes entrar que a casa não te cai em cima", pois não, eu é que ainda me passava e jogava em cara toda a merda que me fez...
è minha mãe, pariu-me, amor: o meu pai, a minha madrasta... Às mães que fazem isso, digo apenas uma coisa: um filho a ver o pai a chorar, em especial se for uma menina a ver o pai a chorar por saudades, tem uma consequência que se chama desprezo...
Mais um episódio que mostra que eu resisti e amo o meu pai, a minha madrasta, nem tenho palavras é tão fofa, e faz o meu pai feliz...
Grande pai, grande merda de mãe.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!(e não comprem guerras comigo)

28 comentários:

  1. grande coragem a tua... deitar tudo isso cá para fora...

    ResponderEliminar
  2. Fosca-se, testemunho brutal. E infelizmente cada vez mais frequente, pois os relacinonamentos são cada vez mais frágeis. Tenho um casal amigo em que o pai chegou a dizer que os filhos de divorciados são mais felizes, pois recebem mais atenção dos dois lados. Não dou grande coisa, nem pela relação deles nem pela sua inteligência. Beijoca.

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente,nem todos sabem ser pais,mães,amigos e seres humanos.
    É injusto,eu sei disso,mas como não há nada a fazer o melhor mesmo é agarrarmo-nos ao que temos.Amigos,ao amor próprio,aos nossos objectivos e aniquilar essas pessoas sejam familia ou não.
    Um beijo grande e bom fim de semana ;) *

    ResponderEliminar
  4. Sei bem o que isso é...e é uma tristeza quem decide usar as crianças para fazer vingança. esquecem-se que quem sofre MAIS são sempre as crianças, unicamente as crianças!

    ADORO-TE MINHA PINK!

    ResponderEliminar
  5. recordações...
    desilusões...
    conclusões??

    és hoje risco numa página branca do livro da tua vida.
    beijo lindo

    ResponderEliminar
  6. A todos os que comentaram, isto não é dificil, é-me tão fácil ocmo ter descrito o que o meu ex me fez em matéria de me bater como por um post a falar dos meus carros (mais antigos) favoritos... Talvez seja uma vivência, que lida na altura certa, as pessoas "mães" que me merem, e sejam assim aprendam que aquilo a que tanto se prendem, um dia lhes escapa.

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  8. Muita gente devia de ler isto e APRENDER alguma coisa com isso!

    As mães que são assim são EGOISTAS!

    Adoro-te minha Pink!

    ResponderEliminar
  9. Compreendo-te perfeitamente, infelizmente os meus também estão longe de ser considerados "normais"

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. A Di, refere refere tudo: um ser que efectivamente é humano.

    ResponderEliminar
  12. Rafeiro (welcome): pois eu já vivi essa dupla realidade, dois quartos, duas carteiras a bancarem mas por muito que se esforcem... Acabei na casa dos meus avós e a minha avó disse logo que íamos comprar uma mobília moderna... Qual quê? Usei as dos meus avós, na boa...

    ResponderEliminar
  13. Paulinhas, adoras-me?
    Dá-me o numero do jackpot...
    Ou metade se o ganhares...
    Um beijo ao teu marido...

    ResponderEliminar
  14. hug, um beijo como tu e a tu aescrita, lindos...


    BEM COMO; o joão, ah ninguém sabe quem é o joão, então tudo a ir para o blog do Rui Sousa...

    ResponderEliminar
  15. Nessas situações que apesar de todos sofrerem, de todos se magoarem...
    E de haverem marcas que normalmente ficam para a vida...
    Quem sofre mais são sempre os filhos... confusos, indefesos, que muitas vezes se culpam.
    Quando a culpa é de todos menos deles.

    ResponderEliminar
  16. É a primeira vez que aqui venho e dou logo com um testemunho destes...Infelizmente o que aqui descreves é o "pão nosso de cada dia" e como tal é algo que tambem me diz respeito pois tambem passo pelo mesmo...resta-nos apenas ser Pai em cada dia que passa no crescimento deles, para que um dia mais tarde sejam pessoas integras e com caracter...

    ResponderEliminar
  17. CGuerra: eu tenho 35 anos, eles estão separados há 32... lamento que passes por isto mas como sabes, o mal que fazemos um dia volta...

    ResponderEliminar
  18. O meu marido falou e disse....

    ResponderEliminar
  19. jesus ui

    selo no blog :) para animar

    ResponderEliminar
  20. A minha ex cunhada devia ler isto sempre que não permiti que o meu irmão veja o filho...
    Há mulheres que, desculpa lá, puta que as pariu!!!!

    ResponderEliminar
  21. Sabes Pink, quem usa as crianças para atingir um ex-conjugue, tem no mínimo uma grande falta de carácter.. tu foste uma corajosa, em teres tomado a posição que tomaste.. foi certamente o melhor para ti, o que te faz feliz..

    1 beijinho

    ResponderEliminar
  22. Sonhadora; puta que pariu mesmo.
    Faz um prin, mostra-lh ee dá-lhe o meu mail...aguapera@gmail.com

    ResponderEliminar
  23. Só1Mulher: pior é quem nem vê que isso é falta de carácter... Beijoca

    ResponderEliminar
  24. Realmente há gente com coragem para DEMONSTRAR que não tem mesmo falta de caracter... "Não se ensina mesmo uma pessoa a ser um adulto" É uma tristeza! Sinismo ao seu mais alto nivel!

    Bjs na minha Pink

    ResponderEliminar
  25. Este texto foi publicado que aqui, nngu+em se julgue no direito de sufoar uma criança com amores falhados...
    Quem o faz, é favor dizer que muda ou não comente...



    Paula: é Cinismo, não te passes!!!

    ResponderEliminar
  26. Não me passo.. passo mesmo. Cinismo, hipocrisia são as palavras que estão escritas na testa dela! E só não se toca porque pensa que ninguém sabe quem ela é! Mas prontos... acredito nas verdades um dia virem ao de cima! Pois nada fica guardado para sempre... NADA!

    Bjs doces na minha Pink

    ResponderEliminar
  27. Grande desabafo! Este sentimento atravessou os últimos anos da minha vida e é o que me tem ocupado a Alma. Os filhos são sempre usados em jogos sujos de demonstração de poder e como paga das frustrações de relações falhadas. Já chorei muito com saudades da minha filha e nunca ninguém se lembra do sacrifício e da dor de um Pai! Pink, obrigado pelo animo que dás a um Pai. O teu desabafo, foi um alivio para mim! Além de tudo, ainda és capaz de provocar sentimentos destes. Um grande beijo

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.