segunda-feira, 21 de março de 2016

No dia Mundial da Poesia - Baudelaire



Embriaga-te

Deve-se estar sempre bêbado. É a única questão.
A fim de não se sentir o fardo horrível do tempo, que parte tuas espáduas e te dobra sobre a terra.

É preciso te embriagares sem trégua.
Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude?
A teu gosto, mas embriaga-te.

E se alguma vez sobre os degraus de um palácio, sobre a verde relva de uma vala, na sombria solidão de teu quarto, tu te encontrares com a embriaguez já minorada ou finda, peça ao vento, à vaga, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo aquilo que gira, a tudo aquilo que voa, a tudo aquilo que canta, a tudo aquilo que fala, a tudo aquilo que geme.

Pergunte que horas são. E o vento, a vaga, a estrela, o pássaro,
o relógio, te responderão. É hora de se embriagar!

Para não ser como os escravos martirizados pelo tempo, embriaga-te. Embriaga-te sem cessar.
De vinho, de poesia ou de virtude.
A teu gosto.


 BAUDELAIRE
O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

2 comentários:

  1. Menina.... ontem foi o Dia da Poesia???
    Ao vir aqui, vejo que o dia da poesia é todo dia...!!!
    Beijos moça linda!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, foi e concordo contigo é todos os dias. Mas decidi por aqui Baudelaire um autor que adoro, por era cru, rude... Vil mas tão artístico, tão impetuoso nos seus temas...

      Eliminar

Enriquece a minha pessoa com o teu comentário. Se vens criticar: não mudas em nada a minha postura... bem talvez me ria um pouco. Quem vem por bem, que escreva e se sinta em casa... Pink