terça-feira, março 22, 2016

Jung sabe o que diz

Na faculdade estudei Jung, odiei na altura anos depois tive que ensinar  e  passei a gostar... No entanto acho-o tendencioso, hoje dei, de caras com esta frase e adoro. Porque detesto o termo "normal".
A "normalidade" não existe, em Portugal, Sá Carneiro, usou o termo para banalizar a sociedade, pois para mim, banal é a melhor alternativa.


O poder da Natureza é infinito. Eu sou Natural...

6 comentários:

  1. Olá Pink Poison

    Ainda bem que tu és natural e não és ... normal, lol

    Fica feliz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem Nuno, tornava-me entediante, nunca! Beijinhos

      Eliminar
  2. Olha que, és capaz de ter razão!!

    Beijocas doces
    Visite-me aqui=> Prazeres e Carinhos Sexuais

    ResponderEliminar
  3. O normal é ser normal, já disse o músico....
    Mas quem quiser se destacar, procure a anormalidade.
    Em engenharia, a inovação é sair do normal...os gênios da arte e da ciência, todos anormais....
    O filme Amadeus 1984) de Milos Forman retrata a vida de Mozart.... um "gajo" completamente anormal.... cuja música está ai... e perdurará até o fim dos tempos...!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não gosto de conceitos, e como sou formada em Sociologia ainda mais nos temos que esquecer dos conceitos nos adaptar ao que temos à nossa frente e simplesmente analisar, o que normal para uns não é para outros, por isso tento não usar essa palavra (e outras), uso "comum3 ou "mais banal"... Porque normal, não existe um padrão estabelecido...

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.