quarta-feira, março 30, 2016

Amor sem fronteiras

Sou o que quiseres... Mas quando eu quiser.

8 comentários:

  1. Olá querida amiguinha

    Isto acontece. Sei que sim. Mas a verdade é que CONFIAR num animal que é por genes selvagem é muito, mas mesmo muito, perigoso. Até um cão/cadela, muitas vezes se vira ao próprio dono, quando está a comer ou tem filhotes. Um animal selvagem, e sei que a Pink sabe isso, é apenas uma opinião que se calhar é genérica, tem momentos de carinho, reconhece o dono ou quem o criou, mas de repente, o instinto animal surge e aí é um grande problema. Não, nunca confiarei num animal selvagem, mormente se for Leão, ou leõa
    Deus me livre.. ai o meu pescoço, lool
    .
    Deixo uma Saudação " selvagem"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo, o instinto está sempre lá. Um beijinho

      Eliminar
  2. Esse é um traço marcante.... o que mais destaca a mulher...
    Ser o que ELE quiser..mas à hora em que ELA quiser...
    Historicamente, ou melhor, biologicamente, a escolha do parceiro é sempre feita pela mulher.... assim em TODO o reino animal...
    A mulher escolhe a hora, o local e o parceiro....
    Enquanto a fêmea não quiser, a conjunção não existe!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui é mais as ligações entre humanos e animais selvagens que sentem a falta de afecto ou sempre o tiveram em cativeiro. Beijinhos e obrigada pela visita

      Eliminar
    2. Integral de Mim é meu antigo blog....!!!!

      Eliminar
  3. Medidas há muitas, e cada um tem a sua.
    Não sei se é a melhor, mas a verdade é que eu meço a qualidade das pessoas pela capacidade que elas possuem de me entediar.

    Tu, pelo menos por escrito, a cada post, é cada tiro, cada melro.
    E aqui tenho pena que esta última frase seja apenas retórica e que melro não seja um sinónimo da tua cabeça.

    Não consegui ir muito longe nesta sopa desenxabida de letras a que chamas blog, mas cheguei àquela parte ali em baixo onde mencionas que quase morreste num acidente de viação contra uma árvore.
    Foda-se, que não suporto vegetais incompetentes...

    ResponderEliminar
  4. Que maravilha!!

    Beijoos :-))
    http://prazeresecarinhossexuais.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um espectáculo ver isto mas o comentário do Nuno faz sentido

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.