segunda-feira, agosto 08, 2011

As minhas breves notas

Há algum tempo que recebo uns sms, de uma pessoa com quem falei durante uns tempos mas não surtiu qualquer efeito. Recebo sms dessa pessoa a fazer análises do meu blog, dos meus sentimentos e persegue-me por todo o ciber espaço... Como é doido, disse-me que me queria conhecer pessoalmente e quando eu disse para parar de seguir os meus passos na net, chamou-me desgraçada... Oh tadinho... Sou eu?

NOTA N.º 2
ESTA NOTA TEM QUE VER COM UM POST DE AMANHA, UM POBRE E TRISTE HOMEM DIVORCIADO RECENTEMENTE (LEIA-SE 8 MESES), USA O MEU BLOG PARA VER AS FOTOS E BATER PUNHETAS, EM ESPECIAL COM UMA FOTO DO MEU PEITO QUE VOU PÔR NO CABEÇALHO POIS NÃO QUERO QUE LHE FALTE NADA E A EX DELE, SÓ TINHA MAMILOS.
ESPERO QUE GOSTEM DO COLAR POIS FUI EU QUEM O DESENHOU, A MAMA, ESSA FOI OBRA DO MEU PAIZINHO QUANDO ESTAVA BÊBADO E COPULOU COM A MINHA MÃE.

Mas afinal, eu uso o blog para expor o que sinto e o que penso ou para alimentar loucuras?
Louca aqui, só eu!!!

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

5 comentários:

  1. olha,ele há cada tarado que só visto, eu também já me saíu na rifa um,que passa lá pelo meu estaminé bem atrasado....pelo amor da santa esta gente não tem cura:P

    ResponderEliminar
  2. O segundo tem cura e já a teve frente aos olhos mas acha que está óptimo!
    beijo

    (não são anónimos, são pessoas que conheço)

    ResponderEliminar
  3. Fonix, mas sai-te com cada maluco na rifa que eu vou-te contar.

    ResponderEliminar
  4. Quem anda à chuva...!! Todos nós temos as nossas loucuras, devaneios e diferenças!

    Ninguém é superior a ninguém, mas há pessoas obsessivas, outras só chatas!!

    Estás a ver a "coisa" pelo lado pejorativo, mas como disse "Woody Allen" - "Masturbação é fazer amor com quem você mais ama." .. ah ah ah não resisti!!

    Um beijo e melhor sorte!! (juro que se algum dia me encontrar excitado, vou evitar a todo o custo abrir o teu blogue!!)

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.