quarta-feira, maio 11, 2011

Tens?

Tens fogo? Fogo para mim. Não par aum cigarro. tens fogo para me acompanhares numa rave?
No sexo? Tens braços para mim?
Sentes o "vibe" das minha emoções, daquelas que as ondas e as rochas nos falam. Sabes de que sou feita? De amor, de sons, de batidas, de emoções... daquelas que nem a lua percebe... Pois a lua pergunta se tens...
De tudo o que tens dentro de ti, terás percepção de quem está a teu lado?
Uma noite.
Um dia.
Uma hora.
Porque quando me vês um corpo e alma. lê a minha alma e saberás quem eu sou. Depois, as forças da Natureza, terão a sua resposta.
Há fogo na minha alma? Arde por ti.
Chove em mim? Molha-te
Cheira a OPIUM? Toca-me.
Quero saltos, quero lágrimas, quero sentir sangue, quero loucuras e quero que o mundo, continue, reduzido a meia dúzia de pessoas são valiosas.
Confessa a mim o que te move, age, move-te, imagina, absorve-me.
Deseja ter nascido para teres sido amado.
Bebe o teu café que eu espero, bebe os cafés da tua vida, pois a minha vida entra na tua mas não a muda, acompanha-a... com um chá de Ginseng.






NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

15 comentários:

  1. Tu precisas é que ele tenha água! Só o teu fogo já é suficiente para entrarem os dois em combustão! :)))

    Mas sim, brincadeiras à parte, alma sem fogo arde sem queimar ;)))

    GOSTO-TE ciumenta!!! ehehehe!

    ResponderEliminar
  2. Eu não sou ciumenta, apenas "ardo com pouca lenha"...
    LOL
    Ainda nem que dias pessoas que gostam de mim e de quem eu tanto gosto, se gostam... Um dia, fazemos um menáge... :P

    ResponderEliminar
  3. Olha que aproxima-se a época de incêndios e ainda arranjas problemas com as autoridades, por andares aí a incentivar o fogo posto...

    ResponderEliminar
  4. Eu também ardo com pouca lenha...
    :)))

    ResponderEliminar
  5. superaste-te desta...
    :)
    arde sempre, pois é nesse calor que cozinham as grandes coisas ;)
    beijinho

    ResponderEliminar
  6. Paula, isso junta à gaja :p

    ResponderEliminar
  7. Rafeiro: não me digas que receias que o pêlo te arda? :P

    ResponderEliminar
  8. Vom, eu acho que tu andas sempre... tipo tocha... :)

    ResponderEliminar
  9. Esta de o pêlo do Rafeiro arder partiu-me.... hahah ahah ahah.
    Adorei o texto... forte, quente.

    ResponderEliminar
  10. pink! Os blogs do Nicolau sumiram!!!

    ResponderEliminar
  11. Tenho sobretudo o desejo de viver intensamente! Dissecar todos os prazeres, deliciar-me com todos os sabores, beber as palavras do poema, afundar-me no ópio duma boca sedenta, voar nas asas mais insanas para além do infinito... dissolver-me contigo na fúria de um só grito!


    Beijos meus...
    AL

    ResponderEliminar
  12. faltou um S miuda...
    Junto-me às gajas... a ti a ela ;D

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.