quarta-feira, maio 04, 2011

As autoridades... e as cunhas

Sempre confiei nas autoridades como nos médicos e elementos do INEM...
Hoje, ia fechar um negócio com alguém que se dizia "procurador" do real proprietário... Uma vez que me pediu todos os dados e os da minha família, era de meu direito, ver um comprovativo de o respeitável (uma merda) senhor ser, efectivamente procurador.
O tom de voz alterou-se, não me deixava terminar e decidi chamar as autoridades, NÃO NO SENTIDO DO AGREDIR OU FAZER QUEIXA MAS SIM DE FICAR ESCLARECIDA, quando chegaram, o dito senhor, fez continência às autoridades (é ao contrário mas está bem, já estava ridícula a situação, mais uma menos uma...)... Depois de explicar a situação e dizer várias vezes." Por favor, deixe-me terminar", o elemento da Guarda Nacional Republicana disse: "Não, desculpe, o senhor tem que apresentar uma declaração, comprovativo, algo que prove à D. Pink (curso na privada com muito orgulho e não de Bolonha (nem sei como funciona a coisa), os cursos dependem da vontade e bons resultados de quem os tira e não de acordos ou dinheiros) que é, efectivamente o procurador"
Passados uns minutos, o elemento da autoridade, reconheceu a pessoa e aparentemente CONHECE O SENHOR PROCURADOR HÁ ANOS e larga-se com este vómito: " Minha senhora, então, este senhor não tem que lhe mostrar nada... Conheço-o tão bem" (podia ter posto um advogado mas decidi não me aborrecer com o que não valia o esforço de um telefonema)
Fiquei caladinha e abismada. quem me treina Krav Magá, é um elemento de uma força da autoridade, não de proximidade, mas tenho a certeza que não agiria assim...
Um bem haja treinador e amigo!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!(e não comprem guerras comigo)

4 comentários:

  1. menina, o bofia revela ignorância...

    dá jeito ter um advogado próximo para ajudar a esclarecer as coisas e meter ordem no caos

    ResponderEliminar
  2. Eu sei imperator mas ali, à mão, não o tinha mas irei pedir informações ou denunciar esta situação... (a questão de não pagar foi apenas porque uma pessoinha insinua que ninguém na blogosfera feminina pode pagar um advogado)
    Um beijo

    ResponderEliminar
  3. Então e tu duvidas da palavra e conhecimentos do xô guarda? Qual requisitos legais, o ter andado juntos na escola simplifica tudo!

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  4. Rafeiro, é lastimável... Viver em sítios pequenos, dá nisto!
    Em Albufeira, é a mesma coisa e é uma cidade desenvolvida... Vejo as manipulações, só orque é x pessoa que conhece há anos... E os nossos direitos?

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.