quarta-feira, abril 13, 2011

Talvez

Talvez um dia eu perceba.
Perceba-te e perceba-me.
Talvez um dia, eu venha a perceber o que move a vontade
O que move o sangue que nos passa nas veias... É mesmo útil?
De que serve um ser humano na Terra, se só apodrece outros?

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!(e não comprem guerras comigo)

2 comentários:

  1. Andas muito triste... que se passa amiga?
    Qdo é que nos vemos?

    Beijocas super docinhas***

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.