sexta-feira, abril 29, 2011

SunTzu

Sun Tzu (pinyin: Sūn Zi) (544 – 496 A.C.), é considerado um dos maiores estrategistas militares de todos os tempos, é o autor de A arte da guerra, famoso livro chinês sobre tácticas militares. Foi também um dos primeiros realistas das ciências políticas.

A única fonte que sobreviveu até aos nossos dias sobre a vida de Sun Tzu foi escrita no século II a.C. pelo historiador Ssu-ma Ch'ien, que o descreve como tendo sido um general que viveu no estado de Wu no século VI a.C.. No entanto a biografia não é coerente com outras fontes sobre o período, e tudo leva a crer que o livro teria sido escrito entre 400 a.C. e 320 a.C..
Muitos pesquisadores e historiadores negam a existência histórica de Sun Tzu, como negam Homero, Pitágoras, Lao-Tsé e o próprio Jesus Cristo.
A arte da guerra é de uma importância única nos escritos militares e estratégicos de toda a história da humanidade. Segundo os especialistas, apenas Carl von Clausewitz se pode comparar, mas a Arte da guerra é de longe mais acessível à leitura. Mais do que um livro militar, a Arte da Guerra é um livro filosófico.

Lutar e vencer todas as batalhas não é a glória suprema. A glória suprema consiste em quebrar a resistência do inimigo sem lutar.   Sun Tzu


(O krav Magá nunca é demasiado violento, pois o verdadeiro objectivo é manter a calma)

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!(e não comprem guerras comigo)

7 comentários:

  1. Este blogue é deveras interessante. Para além de muito bem escrito, é um blogue equilibrado. Parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Gostei!
    Há livros que deviam fazer parte de currículos escolares.
    E acredito que o tipo tenha existido. Aliás, malta que venha contestar a existência de muita gente do passado é para ganhar notariedade por ser do contra. :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Tenho o livro em casa. É um dos livros mais lidos no mundo. As estratégias militares narradas no livro, aplica-se actualmente no mundo dos negócios e da politica.

    ResponderEliminar
  4. Lynce, obrigada. Mas eu de equilibrio tenho pouco, prefiro-me assim meio doida! :)

    ResponderEliminar
  5. Pusinko: este livro é uma lição de vida sim senhor!

    ResponderEliminar
  6. Von concordo com os vários aspectos em que podem ser aplicados os ensinamentos do livro. Beijo

    ResponderEliminar
  7. E espero que isso te ajuda! Mantém a calma lindinha ;D

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.