segunda-feira, abril 11, 2011

Beast, have something to eat

Depois de observar uma situação pormenorizadamente, percebo que, nessa situação, o meu lugar é precisamente aquele que ocupo.
Não vou alimentar o monstro. Pois esse monstro um dia volta-se para mim e aí sim, eu estarei segura de que nunca saí do meu lugar.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!(e não comprem guerras comigo)

2 comentários:

  1. Fizeste-me lembrar aquela frase "dar de beber à dor"... Neste caso, alimentar o animal dentro de nós :)

    ResponderEliminar
  2. Eu gosto de alimentar a besta que há em mim: assim sinto-me mais segura...

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.