sexta-feira, abril 15, 2011

Não há motivo

Não motivo para realmente me afastar do blog quando o que me aborrece neste momento são as batalhas reais. Nem é uma batalha, não tem nome, caso tivesse seria apenas uma grande confusão. É incrível tudo o que nos pode acontecer apenas em 2 dias... Nunca é demais repetir, não ando aqui para ter seguidores, quem vier que venha por bem, não ando aqui para engraxar ninguém e neste blog, a democracia é defendida mas não praticada. Quem manda sou eu. Porque é um blog, porque desaparece assim que desligo o pc. Portanto eu quero que se lixem os blogs que nada nos ensinam, que são falsas imagens do autor, dos que abonam pela descriminação. Sou livre? Também os outros são. Não amo assim tanta gente, não idolatro muitas pessoas, gosto de debater tudo menos a credibilidade dos meus sentimentos, porque se eu digo, está dito. Acho que de ontem para hoje, fiquei pior (ou melhor) conforme o prisma: mais de mim será dado mas, nem que eu adie responsabilidades e vá cuspir na cara de quem eu quero quesefoda.
E a porra do blog que continua sem actualizar!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!(e não comprem guerras comigo)

4 comentários:

  1. Pois não há mesmo motivos que te levem daqui de ao pé de quem te quer bem... caga no resto. SÊ SEMPRE TU!

    I LIKE YOU A LOT!***

    ResponderEliminar
  2. É incrível o que nos pode acontecer em apenas 2 segundos... É a forma como encaramos esses 2 segundos que muda tudo.

    Cabeça erguida e peito aberto de forma feroz. Como sempre :))

    Beijo gordo****

    ResponderEliminar
  3. Nem sei o que te aconteceu, mas ninguém merece que percas o teu tempo com situações e pessoas que nada têm a ver com a vida. A real. O que se passa no blog é empatia, ou amizades que se podem fundar e boas vibrações. Tudo o resto é mandar pró baralho.

    Beijoo

    ResponderEliminar
  4. Por acso foi algo que me aconteceu na vida real que me ia trando a motivação mas pronto... Continuo aqui.

    Paula, eu sou sempre eu e sei que gostas mas faria sentido outros gostarem.

    Gaja: não foi em dois segundos mas sim uma sduas horas.

    Beijos a todas

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.