sábado, julho 09, 2016

Oh my dear





Sou o que quiseres... quando eu quiser.

3 comentários:

  1. Imagem maravilhosa... um surrealismo impressionante!
    Coisa de artista da fotografia!

    ResponderEliminar
  2. É mesmo a única coisa que me passa dizer ao olhar para a foto....."Oh my dear"

    Beijos grandes e um abraço bom

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.