terça-feira, julho 19, 2016

De criar (me)

 Estar no palco não é simples, Pergunto-me se no "meu" Monte Olimpo será mais fácil?
Fácil?
Nada fácil. Ser um deus grego exige perfeição, exige estar na palma das mãos de alguém.
Ou...
Tu..
Tu aí que me assistes, estás na palma da minha mão tal como um DJ prende
Grito.
Grito muito.
É essa a real forma de verem que existe aqui alguém que odeia o mundo em que vive?
Grande constantino, Grande Renascimento, depois disso o que restou para criar?
Eu.
A pink poison.
uma multidão, eu prendo-te como se fosses um X como  valor para descobrir por uma fração...





 que quero, quando eu quero, aceitas?

2 comentários:

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.