terça-feira, novembro 16, 2010

Conta-me...

Como é o teu abraço? Doce? Forte?
Beijas-me? Cheiras-me? Excitas-me?
Mãos fortes e pesadas na cintura.
Há o quê no ar?
Sol, luar ou apenas abraçar?
Sim um abraçar perto do nosso mar!

(o sublinhado foi com a participação D'ele)
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

2 comentários:

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.