terça-feira, junho 07, 2011

Fodas, foi hoje!

Não foi, está a ser. Rebentei!
Sim hoje rebentei. Há uma pessoa que me chama furacão, pois ela agora vai ficar até com medo de mim. Hoje que ninguém se meta comigo, hoje não quero saber e até os meus gatos estão fechados na marquise para não os aturar. Hoje, todas as respostas vão ser inuteis, e toda a inutilidade resultará em desprezo, em lágrimas e apenas em coisas que uso para conseguir adormecer.
Um dia era, porra que esse dia é hoje. 

EU, NÃO PAREÇO, EU SOU.

6 comentários:

  1. Ó mulheri tu tem calma. Olha o stress. Volto mais tarde para saber se a tempestade já passou :)

    ResponderEliminar
  2. assim gosto...

    confiança no maximo

    ResponderEliminar
  3. Chora que alivia a alma... descarregas!

    ResponderEliminar
  4. Isis, não passou...:( Mas AMEI o teu texto novo...

    ResponderEliminar
  5. Coelho/dr movel... confiança? Ai valha-me a pilinha do menino Jesus que é sagrada

    ResponderEliminar
  6. Paula, não consigo chorar...

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.