sábado, outubro 08, 2011

Crescer, moldar, apaziguar

Há quem diga que teve uma infância feliz, sem doenças, pais felizes, que nunca passou necessidades...
Que bom, pois ainda bem que certas vida correm bem.
Agora, vejamos os outros casos: "Ah aquela/aquele anda num psicólogo, deve estar doida!", oh meus amigos, não importa o quão estamos fracos em determinada altura, importa sim que estamos preparados para todas as eventualidades.
Quem vai ao psicólogo, vai porque não consegue resolver um problema sozinho/a, teve a coragem e a humildade de pedir ajuda. Resultado: fica mais forte.
"Nunca tive um aciedente de carro", pois espero que essa pessoa goze bastante comigo quando me vir a passar a 40km/h na curva contra curva onde, a 120km/h embati numa árvore.
Não estou a dizer que é bom sofrer, estou a dizer que quem sofre, quem passa por situações FODIDAS, bem fodidas, bem tramadas e traumáticas e as ultrapassa, é, quanto a mim, um vencedor, um resistente. Quando a vida nos molda a uma redoma de defesas, não saímos da redoma e ao mínimo empurrão, é o fim do mundo.
Vou dar-vos um exemplo: Um médico que conheço um dia disse-me" Pink, se eu num mês não ganhar mais €5000, não sei viver"...
Pois muita gente sabe viver com €50 e fica contente por isso.  Que iria ser do médico se ganhasse €500?
eu tenho tido uma vida lixada, fui-me abaixo várias vezes e estou aqui, considero-me vitoriosa, lutei e aqui estou eu pronta para a próxima queda.

Não sou superior, supero-me.

7 comentários:

  1. Estás cá prás curvas ;)

    ResponderEliminar
  2. E nada como poder ter uma 2mão" amiga quando isso acontece,para nos poder amparar quando nos estamos novamente a levantar.

    beijos meus

    ResponderEliminar
  3. Concordo com o teu post inteiramente.

    ResponderEliminar
  4. A necessidade de ajuda psicológica vem quando estamos sem imunidade e fraca. Certa vez, precisei consultar porque minha cabeça parecia que iria explodir... foi a melhor coisa que fiz na vida. Foram as 4 sessões mais importantes.

    A queda nos ensina muito, independente da condição social. Nos faz mais fortes e experientes.

    Quem ganha muito bem dificilmente se acostuma a viver com pouco devido ao consumismo. O melhor é sempre viver um pouco abaixo da condição que temos para saber dar valor as coisas e ver que não temos necessidade de exageros.

    Belo post, Pink.
    Boa Semana.
    Beijoca

    ResponderEliminar
  5. "Quando a vida nos molda a uma redoma de defesas, não saímos da redoma e ao mínimo empurrão, é o fim do mundo." Completamente.

    ResponderEliminar
  6. Concordo contigo! Oh se concordo! :)

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.