quinta-feira, fevereiro 11, 2016

Do meu ex cientista

Existem factos  que não entendo, nem quero entender,
Chegam-me as coisas que sei, as que tenho como meta, ainda saber e o que vou lendo e ouvindo em palestras e dou -me por satisfeita de ter partilhado bons jantares e almoços com um dos grandes cientistas deste país e conhecido a nível mundial pela sua patente. Essa pessoa, errou, não usa base, nem maquilhagem, e adorava trocar história comigo, ouvia de Sociologia e eu ouvia as dele, da sua área , da sua patente. dava nas vistas pelo carro que tinha, de resto, escolhia tudo com qualidade sem gritar aos sete ventos. Não será assim que deve ser?
Um toque na anca para ti meu querido


Não sou superior, supero-me.

2 comentários:

  1. Cá pra mim ainda te vais "embrulhar" com o gajo...

    :)))

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.