quinta-feira, 11 de agosto de 2016

E por todas as desgraças no mundo



O que quero, quando eu quero, aceitas?

5 comentários:

  1. Anónimo8/11/2016

    Sem dúvida uma grande desgraça

    A minha solidariedade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos todos mas não esquecer os do continente...

      Eliminar
  2. Anónimo8/11/2016

    Eu não rezo, mas estou, obviamente, completamente solidário.
    Lucas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. impossível ficar indiferente, no Sapo cruzei-me com uma rapariga da madeira, custou ler o desabafo dela...

      Eliminar
  3. Não só Madeira, mas aqui para o Norte também não está fácil, no distrito de Aveiro e Viana do Castelo estão também a passar por maus bocados :(

    ResponderEliminar

Enriquece a minha pessoa com o teu comentário. Se vens criticar: não mudas em nada a minha postura... bem talvez me ria um pouco. Quem vem por bem, que escreva e se sinta em casa... Pink