Absorve-me mas em várias fracções

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Das coisas forçadas

Há uns 20 anos, o meu carro (recente nas minhas mãos), tinha ido 3 ou 4 vezes à oficina, uma amiga disse-me que o carro não tinha sido feito para mim, foi meu durante uns bons anos. Na verdade quando temos que forçar algo, parece não estar destinado a.
E forçar porque lutamos por algo? Forçar uma posição de yoga é bem diferente do que lutar para ter um carro .

Acabei de ler algures, "se é forçado, abandona" e se apenas exigir um pouco mais de luta? Quer dizer , até a pessoa que alcança algo forçado, assim o sente, sente que não está ali a 100% ou não recebe o feedback esperado.

Amizades forçadas? 
Isso existe? Se não é amizade, é porque uma das partes tem um interesse qualquer na outra e essa outra , pamonha, não sabe dizer basta. 
Das poucas vezes que disse basta a alguém, ouvi : "Você sabe com quem está a falar?" ou "Precisas de um psiquiatra..." (o argumento de quem não tem argumentos mas tem que tentar ofender, dos parolos, portanto) e ainda "Vai à merda!" com muita raiva, então? Não sabem ouvir um não porque também não sabem dizer?
 Foto de Emotional Abuse (It's not ok).
O poder da Natureza é infinito, eu sou natural.

2 comentários:

  1. Penso que o principal problema é muita gente confundir forçado com esforçado.

    ResponderEliminar

Enriquece a minha pessoa com o teu comentário. Se vens criticar: não mudas em nada a minha postura... bem talvez me ria um pouco. Quem vem por bem, que escreva e se sinta em casa... Pink