segunda-feira, janeiro 18, 2016

Vida Eterna-Bowie



David Bowie foi cantor, compositor e até ator, mas em 2000 lançou um álbum chamado Eternal Life (Vida eterna). Talvez na altura já sabia que a morte não o iria impedir de viver eternamente através do seu trabalho. De qualquer forma, encontrei um pequeno texto supostamente escrito pelo mesmo onde escreve que aceita a morte mas não a derrota, aqui fica...

"Eu vou morrer... Sei que faltam poucos meses para o fim da minha experiência terrena..O que faço? Eu me desespero, até em depressão, recuso a ideia da morte e finjo que a doença não existe? Ou decido vencer a morte.. Eu decido com a alma, porque só a alma e o coração dão-me a inspiração para compor música como fiz durante 50 anos..."

"Faço brevemente as contas e, ao que me dizem os médicos, consigo prever um afastamento mínimo a data do meu falecimento e fixo a saída do meu novo e último trabalho para o 9 de Janeiro de 2016, o dia em que faço 69 anos. Trabalho dia e noite, tenho tempo para compor, para aperfeiçoar, para interpretar, para gravar em estúdio e para fazer os vídeos... Eu faço o mais cedo possível porque não quero que pelo meu rosto se possa vislumbrar a morte que, beffarda, está a ceifar no meu corpo sem que eu possa me defender.."

"Mas eu te desafio, morte.... Foda-se se não te desafio!!! Eu desafiei e ganhei o mundo fanático dos anos 70 com o orgulho da ambiguidade... Amei homens e mulheres, fui homem, mulher, extraterrestre, e, no final, um corpo celeste. O que podes, tu, morte contra a minha eternidade, a minha genialidade, a minha loucura, a minha criatividade, a minha música que viverá para sempre?"

"Eu sou Lázaro, dilacerado pelas cicatrizes, morrer no corpo, mas viverei eternamente através da minha música! Já vivi o suficiente para receber os votos de feliz aniversário ao qual pensei que não iria chegar, para ver publicado o meu álbum... Sobrevivi ao 9 de Janeiro... E tu, minha querida assassina, perdeste! Pensa apenas que, se tu não tivesses batido na minha porta, as minhas obras seriam 24, fosse bem sucedido também a viver 100 anos, e em vez disso, graças a ti, são 25!!!"

" Sabes,... Eu vou ser livre como um pássaro "


Não sou superior, supero-me.

2 comentários:

  1. Gostei muito do texto, só queria ter a certeza de que é mesmo dele...

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.