quinta-feira, setembro 01, 2011

Da Adrenalina!

Por entre o silêncio de uma fila, aguarda-se quem dá passos seguros da adrenalina que vai fazer subir. Existem poucas sensações, senão nenhuma que se compare a uma subida de adrenalina: numa luta, num concerto, num beijo, numa velocidade de 260 km/h num bom carro...
Nada destrói esta capacidade a um ser humano.
Vergonha? Nada disso, na adrenalina, não se sabe muito bem onde começar, onde acabar e onde está a calma. Uma calma que, quanto a mim, não existe.
Somos traídos pelo inconsciente, somos livres, somos puros e tal e qual como nos sentimos, mostramos.
Raiva.
Tesão.
Um directo bem dado.
Um orgasmo (ou uma sessão de múltiplos)
Um volante e um carro que não voa mas faz-nos voar.
Um grito numa praia .
Um salto numa rave.

Aqui, dois exemplos de música que nos faz saltar a tampa, ou a mim, MUSE e TIESTO, em remix por este último.

Não sou superior, supero-me.

5 comentários:

  1. Nice.
    Como sempre querida

    ResponderEliminar
  2. That's fucking true...

    ResponderEliminar
  3. Concordo contigo. Tudo isso e mais um salto de paraquedas ou então bungee jumping! :)

    ResponderEliminar
  4. Muito fixe...a música.
    Da adrenalina..gosto de velocidade, dizem-me que tenho o pé pesado, dêem-me motos, motos de água, carros, karts...e tudo acelera, e perco-me por algumas incursões no mundo dos desportos radicais, rappel, slide, cannoyng..adooooro...depois há falta de melhor, resta-me uns looping, e umas voltas nas montanhas russas mais incriveis que existirem:)))
    Beijocas miss Pink

    ResponderEliminar
  5. Adrenalina é vida. Ainda bem que existem muitas coisas que te fazem assim... :)

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.