sexta-feira, junho 17, 2016

A mão dele

A mão dele estava desenhada de trabalho, perfumada de amor e destinada ao meu corpo.

Sou o que quiseres... quando eu quiser.

6 comentários:

  1. ...Lindo! As mãos dizem tanto, sem dizer nada. Bela e poderosa frase.

    Bjocas doces

    Prazeres e Carinhos Sexuais

    ResponderEliminar
  2. Que estranho:

    Pensei que querias dizer: A mão dele destinada ao trabalho, perfumada de amor e desenhada no meu corpo

    Olha: Sou o que quiseres... em relação ao entendimento da frase. :-)

    Ando com dificuldade em decifrar... indirectas, :-))))

    Beijo suave e carinhoso

    ResponderEliminar
  3. A mão dele destinada a meu corpo, perfumada de o trabalho e desenhada de amor.
    Uma cadeia onde a Pink nos prende....

    ResponderEliminar
  4. Uma palmada isso que querias dizer? :p

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.