segunda-feira, janeiro 04, 2016

UPDATED Não bato em ninguém, ameaço, aka, ter um mail é tão bom

E então a gaja não foi a  "New Yorque" na passagem de ano, pois claro, então, se prega um par de estaladões em alguém, menor de idade, em plena Praça do Comércio, vai para o blog fazer este testamento, cheio de merda... vai na volta já tentou apanhar o avião em anos anteriores e talvez , digo, eu, tenha espetado uma galheta na tripulação...
Afinal, eu que disse que a partia toda, afinal estava cheia de boas intenções, pensava eu, pois esta fera marcou um encontro comigo dia 15 no Marquês, deve ser benfiquista e quer ir comemorar qualquer coisa: não sei, o meu homícido, a primeira estalada que deu a alguém em público....
Ora vejam...


Não sou superior, supero-me.

7 comentários:

  1. Um absurdo. Estás perdoada. Tomara eu saber quem ela agrediu. Depois passa lhe uma base de marca de roupa de alta costura e volta para pela sombra...

    ResponderEliminar
  2. Está caladinha senão levas na tromba!!! ihihih

    ResponderEliminar
  3. Anónimo6/1/16 22:02

    Que estupidez... E a linguagem?! Parece um camionista.

    ResponderEliminar
  4. Com todo o respeito que devemos a qualquer profissão.

    ResponderEliminar
  5. Ah ah ah ah ah ah ah
    E depois ainda passam elas o tempo a malhar na Ursa e nas descrições exageradas da Ursa. Cambada de parvas de merda.

    ResponderEliminar
  6. Não se o nome de quem bate em menores publicamente se singe a parca de merda...

    ResponderEliminar
  7. sei se
    parva

    (doente e disléxica)

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.