Absorve-me mas em várias fracções

19 de fevereiro de 2018

Vesti a paz

E vesti a paz.
A paz temporária que a adrenalina provocou . Há aqui uma antítese  como na vida real, episódios que nos despem a alma, que nos despem de sono e nos preenchem de uma existência que não a nossa.
Um fechar de olhos que queremos dure para sempre, aproveitar cada minuto, observar sem saber que a cegueira do fascínio me toldava o pensar.
A voz.
A voz que me embala, que me acalma, a voz que aconselha...
Acaba por ser a voz do demo a mentir e a transmitir merda alguma.
Porquê ir?
Porque volto, engulo muita coisa, sapos não !

imagem minha sem direito de partilha


O poder da Natureza é infinito, eu sou natural.

8 comentários:

  1. Não sei porquê, assim de repente lembrei-me da minha Serra da Estrela...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devido ao gelo que alguns corações têm a mais...

      Eliminar
    2. Serra da Estrela no verão, que tu derretes qualquer gelo.

      Eliminar
    3. oh pá assim deixas-me "coiso"

      Eliminar
    4. Missão cumprida ;O)

      Eliminar
  2. De maneira filosófica a menina dá seu recado!!!

    ResponderEliminar
  3. HUMMMMMMM...Pink...Poison...
    Mas que magnificos...."vales" ;)
    Beijos-TE

    ResponderEliminar

Enriquece a minha pessoa com o teu comentário. Se vens criticar: não mudas em nada a minha postura... bem talvez me ria um pouco. Quem vem por bem, que escreva e se sinta em casa... Pink