Absorve-me mas em várias fracções

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Tu



Na velocidade das palavras, cria-se uma fria distância. Rasgas-me a mente e abres portas por onde eu não esperava passar e entrar.
Rasgas-me a carne, na face um sorriso e, no fim, um abraço


Imagem minha sem permissão de qualquer tipo de partilha



O poder da Natureza é infinito, eu sou natural.

4 comentários:

  1. Sendo da própria resta-me dizer que é um maravilhoso seio.
    Beijo... nele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Gil, um beijo num sítio mais vestido ... :P

      Eliminar
  2. Tu não estragues o equipamento, moça...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estraga, se me faço entender, está cada vez mais "fino"

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade.Nietzsche
Deixa aqui algum bálsamo