sexta-feira, abril 28, 2017

Histórias minhas


Num raio está escrita a história de uma praia.
Uma praia nua, sem qualquer história a não ser aquela ser aquela. Aquela que todos pensam ter e o areal está sempre ali como o homem que está sempre atrás de um balcão de um bar... Na praia, as ondas voltam com  histórias do outro lado do mundo e levam as nossas...
Eu ontem estive na nossa praia na Ericeira, aquela que conta ao mundo o que um dia passei lá contigo. Para já, contei a outra pessoa.
No fim, sempre o mesmo abraço, aquele que eu quero, preciso e não prescindo, o abraço é o meu ponto final.
Depois? 
Sigo caminho.


Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

7 comentários:

  1. Pink, gostei de te ler. :)
    Também eu tenho uma praia que me trás belas e boas recordações.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essas são as que devemos sempre guardar.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. A Ericeira também é a minha praia...essa e a Praia Grande!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A praia de Sta Eulália no Algarve , em pleno Dezembro, é a minha mas cá em cima é aquela em frente ao Ericeira Camping...Beijos

      Eliminar
    2. A praia que falas é a praia da Brisa, trabalhei no bar Rife na Marisqueira César, nos meu verões de tenager.
      Se essa praia falasse...uiiii

      Eliminar
  3. é uma das minhas praias, às quintas estou lá sempre caído, na Ericeira.
    curso que ando a tirar: as estrelas e derivados :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deve ser muito interessante, dada a tua profissão que já é fascinante, o resto é cereja no topo do bolo. Beijos

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.