sexta-feira, abril 07, 2017

assim, sem sal, não...



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

2 comentários:

  1. É tão eu! Não gosto cá de meias coisas. Ou tudo ou nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As meias coisas nunca me agradaram. Beijinhos

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.