quinta-feira, dezembro 01, 2016

Under



Dizem que debaixo de pele, bem fundo, estão as nossas emoções, diz o povo chinês, que a verdadeira massagem consiste em deixar a pessoa negra, porque tem que chegar às nossas emoções… Eu já levei uma “tareia” dessas e a verdade é que cheguei ao carro e desatei a chorar sem motivo aparente.
Mas com o amor…
Sim, o nome de uma canção, uma letra de uma canção, apenas mais umas entre milhares que falam de amor. Ter alguém no sangue, ter alguém em cada suspiro, em cada olhar, ver-te com o canto do olho e querer-te. Ver-te com os meus dedos de olhos fechados, saborear cada centímetro de pele que tens. Para me entranhar, para estar debaixo da tua pele. Na tua mente que voa longe, lá naquele sítio escondido que apenas alguns conseguem alcançar...



Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

6 comentários:

  1. I've got you under my skin...
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, a imagem está em perfeita sintonia com o que muito bem escreve, " Ver-te com os meus dedos de olhos fechados" seu lado romântico encanta e outro também.
    Feliz fim de semana,
    AG

    ResponderEliminar
  3. Adorei o texto!


    Beijoos e feliz feriado.

    ResponderEliminar
  4. Acho que esse lugar escondido da mente nunca revelamos a 100%

    ResponderEliminar
  5. Eu alinho com o primeiro
    comentador...
    não percebi se és amiga ou não
    da dona de casa à janela, tipo anos 40

    que se assina com o nome de Isa.
    Eu não sou má pessoa e já chateia a perseguição
    feita lá ao burgo.

    Se a tipa é contra ti, eu vou lá bater-lhe,
    acho-a uma asquerosa pretensiosa rafeira :)

    publicas o comentário se fores amiga da gaja e tudo bem comigo
    não publicas se a tipa se arma em parva contigo
    Ok?

    küss ich

    ResponderEliminar
  6. A Tipa(com letra grande) não publica os meus comentários
    AHahahah

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.