terça-feira, dezembro 13, 2016

A tremenda existência

Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

3 comentários:

  1. Bom dia Pink
    Que bom chegar aqui e deparar-me com um musica fabulosa como esta! Adorei:)

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. As vezes que ouvi isso no gira discos da minha Mãe.

    ResponderEliminar
  3. Conheço bem esta música, o meu pai adora-a e ouvi-a muitas e muitas vezes pela casa! Quem não quer um amor assim...

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.