quarta-feira, setembro 28, 2016

Ser original

Ser original é ligar o pc  escrever o que nos apetece. Aquilo que, mais certo ou mais errado, sai de nós, da nossa vida dos nossos sentimentos. Não faço posts depois de rondar os posts dos outros. Isto é ser ... coiso.

E acredito que os blogs que sigo e comento fazem exatamente o mesmo... Tenho um anónimo parvo mas muito útil, é corrector ortográfico, descobri uma função para um anónimo, vejam lá se conseguem...



SOU ÚNICA, o mundo está cheio de cópias..

4 comentários:

  1. e quando é que a malta... coiso?

    ResponderEliminar
  2. Já fui tão copiada que não me importo mais, sinal que faço e bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu, só podes ser copiada, poucos argumentam com a tua inteligência... és muito, mas mesmo muito agradável de ler e tens sempre allgo para nos fazer pensar... Deusa minha!

      Eliminar
  3. Imagina a fotocopiadora do trabalho, já lá sentaram muitos rabos para tirar cópias, mas os originais deixam sempre humidade.

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.