quarta-feira, maio 09, 2018

 Porque me enches tanto a alma de um nada que é um tudo? Porquê? Como consegues tu com essa voz rasgada, rasgar a minha carne, o meu ser , toldar-me o pensamento e deixar-me trémula? Quem és tu? Eu sei, tu és o ser mais doce que eu respiro, és o ser que eu afago com a mente enquanto não te afago em mim. Gosto-te, porra!

 Resultado de imagem para i like you
O poder da Natureza é infinito, eu sou natural.

5 comentários:

  1. Voz rasgada? Oh... coitado!
    Dá, pelo menos, para pôr um remendo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem resiste a uma voz rasgada?

      Eliminar
    2. Eu nem sei o que é ao certo uma voz rasgada...

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.