segunda-feira, janeiro 23, 2017

Pertence-me e F***



Tu não queres mesmo. E eu não gosto disto. Eu sou tua e tudo em redor me diz que tu devias ser meu. Não leves a mal, mas um dia serás meu. Falarei contigo da forma como gostas, escreverei no céu a tua constelação para que te se sintas iluminado pelo meu amor. São apenas estrelas, mas são também aquelas para quem tu olharás e sentes que deves ser meu.
Chama por mim a qualquer hora, grita por mim, sabes que irei, que te vou abraçar, olhar-te olhos nos olhos, sorrir para ti como se fosse a primeira e a última vez… sou louca? Ou quero-te? Quero que a tua vontade se escreva no meu corpo, que o meu palco desapareça e que os deuses fechem os olhos desta vez, quero suor, sem pudor! Eu e tu estaremos sempre num universo paralelo quando eu entro na tua imaginação e penetro as entranhas que te movem até mim.
Anda.
Anda e fode-me.
Depois, ama-me.





Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

20 comentários:

  1. quando escreves assim és um tesão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre bom agravar-se. 💗

      Eliminar
    2. Agradar, isto de escrever no telemóvel, tem muito que se lhe diga 😁

      Eliminar
    3. é voltar a mergulhar o telemóvel em água quente

      Eliminar
    4. No way... tenho que domesticá-lo

      Eliminar
    5. uns tautaus resolve a coisa

      Eliminar
    6. Também não que isto é material moderno :)

      Eliminar
  2. Isso é que é determinação! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá isso sou... Beijinhos
      😊💗

      Eliminar
  3. Está cá um calor, por estes lados!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui nem nem te conto, até tu coravas, mas terás a tua versão... 😉

      Eliminar
    2. Oh... isso é expectável... coro com muita facilidade :O)

      Eliminar
    3. És uma tímida, eu sei :)

      Eliminar
    4. Mas olha que sou mesmo :O)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Às vezes escrevo neste registo, é como sai. Obrigada, beijinhos.

      Eliminar
  5. Maravilhoso e muito sedutor!



    Beijoos

    ResponderEliminar
  6. Poison...o sabor das palavras...
    A intensidade...que se sente...
    O escrever...com a alma...
    O escrever com o que o nosso corpo nos sussurra...
    Sai...estas coisas...que são mais que palavras diria que são formas de dar a sentir...
    Adorei...
    Beijos...VORAZES :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Candy boy, nem eu esperava beijos de outra forma...

      Eliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.