quarta-feira, novembro 09, 2016

Fuck you system

Naquele dia dei tudo de mim. Fiz tudo o que era correcto.
Ena pá!!! Segui o sistema, eu que contra o mesmo. 
Porquê? Por ti, por nós , por um laço tão estreito e apertado como aquele que fazemos quando a nossa mãe nos ensina a lidar com os atacadores dos nossos ténis.
Ouvi os teus desaforos, calei, segui o sistema da puta da vida. O sistema atropelou-te não foi? De repente entram pela tua vida adentro e sentes ofendido? 
O sistema não está errado.
Errou na pessoa e tu sabes muito bem disso.







Sou uma força da natureza, não tentes destruir - me...

1 comentário:

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.