sexta-feira, outubro 14, 2016

Pára tudo!

fui mudar o penso e a enfermeira disse-me que eu estava a cicatrizar muito bem. Porque era nova, devia ter uns 32 anos...
Tendo eu 40 e uma semana cheia de problemas e tinha acabado de acordar, pois moro a 2 minutos do posto de enfermagem,  só posso dizer que mandar à merda os problemas e quem os causa e por cremes na tromba desde os 25 anos vale a pena!
Viva eu sem modéstias!



Sou a Pink Poison e sou única, cópias, existem imensas...

9 comentários:

  1. O penso? O que é que te aconteceu? Tenho andado um bocado out, sorry.
    Seja como for, essa senhora precisa de uma consulta urgente num oftalmologista :P Brincadeira ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh amigo da onça, tenho uns pontos no braço andei à porrada com coisas cortantes...

      Eliminar
    2. Oh, diabo! Então decidiste levar à letra a expressão "dar murros em pontas de facas"? Vá, si cuida, viu? As melhoras ;) Kisses

      Eliminar
  2. Valem sempre a pena os cuidados connosco mesmo.
    As melhoras

    Beijoos
    Anjinha Sexy

    ResponderEliminar
  3. É por isso que eu uso cremes para o rosto ainda me hão de dar 40 loooool
    Tu vê lá se não estragas esse corpinho em acidentes domésticos :P

    Beijo linda e rápida recuperação

    ResponderEliminar
  4. Eu meto cremes desde os meus 18 anos, os resultados têm sido excelentes, dizem que estou muito bem para um gajo com 65 anos.
    http://cigarettestime.com/gallery/default/original/23926/cafe_creme_pack.png?1335266622

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. HAHAHAH
      Este homem não existe!
      Pink, os cremes nunca são demais :)
      Agora diz-me como consegues simplesmente mandar à merda quem te causa problemas. Ando a tentar há anos e ainda não consegui.

      Eliminar
  5. Pois olhe que pensei que tivesse 18 aninhos!!!

    ResponderEliminar
  6. Todos os cuidados connosco são sempre poucos
    As melhoras amiga

    ResponderEliminar

Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade. Nietzsche
Debita aqui algum bálsamo.